Depois de cair em setembro, café inicia outubro com viés de alta

Café bourbon amarelo plantado em Patrocínio (MG). Outubro começou com tendência de alta para o café, de acordo com os indicadores do Cepea (Foto: Fernando Martinho)

 

preço do café arábica começou o mês de outubro com viés de alta, aponta o indicador do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). Nos dois primeiros dias do mês, a referência com base em São Paulo acumulou valorização de 3,23%. Na terça-feira (2/10), fechou a R$ 425 a saca de 60 quilos. Em setembro, o indicador apontou queda acumulada de 2,54%. Na última sexta-feira (28/9), a média foi de R$ 411,69 a saca.

De acordo com os pesquisadores, a colheita do arábida foi praticamente finalizada no mês passado. Mesmo com as chuvas em algumas regiões trazendo algum atraso nos trabalhos de campo. “Na maior parte das regiões acompanhadas, restam apenas uma pequena parcela de grãos nos terreiros para ser beneficiada e a colheita de poucas lavouras tardias”, diz o Cepea, em nota divulgada nesta quarta-feira (3/10).

No café robusta, o indicador medido pela instituição, com base no Espírito Santo, principal produtor da variedade, apresentou comportamento semelhante. Em setembro, houve baixa acumulada de 1,18%, com a referência fechando em R$ 318,08 a saca de 60 quilos na última sexta-feira (28/9). Nos dois primeiros dias de outubro, o robusta aponta valorização de 1,08%. Na terça-feira (2/10), a média foi de R$ 321,52 a saca.

“Chuvas esporádicas seguem ocorrendo no Espírito Santo, auxiliando no pegamento das flores. Em Rondônia, o clima também segue favorável, sendo que algumas lavouras já entraram em fase de desenvolvimento do chumbinho”, diz o Cepea.

Fonte: Globo Rural

  • Compartilhe: